JFPB emite nota de esclarecimento sobre caso de vigilante que atirou em supervisor

JFPB emite nota de esclarecimento sobre caso de vigilante que atirou em supervisor no sábado dia 20/04/2019. Leia na íntegra abaixo:

"A Justiça Federal na Paraíba informa que está adotando todas as providências legais cabíveis em relação ao incidente ocorrido no último sábado (20), envolvendo dois funcionários da empresa de vigilância contratada para a realização de serviços de segurança institucional.

De  acordo com as informações preliminares, um dos vigilantes que atua no órgão disparou com uma arma de fogo em um fiscal da empresa para a qual ambos trabalham. O motivo teria sido uma discussão entre eles.

O Órgão está acompanhando o estado de saúde do fiscal da empresa, que esteve internado no Hospital do Trauma, mas que já foi liberado e passa bem.

Diante do ocorrido, a JFPB reafirma que preza pela excelência da qualidade na prestação de todos os seus serviços, inclusive, o de segurança, e que serão tomadas as medidas legais para responsabilização dos envolvidos no incidente.
Justiça Federal na Paraíba"

Veja mais notícias com a tag Vigilante


2 comentários:

  1. Como os dois podem trabalharem sem arma , pra morrer , se mesmo com um 38 eles estão a mercê dos bandidos , que sempre vem com um poder de fogo maior , essas empresas tem que da valor aos vigilantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei que também são os contratantes , os principais sobre o contrato , se quererem ou não os vigilantes armados , infelizmente agente que precisa do emprego corremos risco em alguns posto de trabalho desarmados Fato .

      Excluir

Tecnologia do Blogger.